November 24, 2017

November 16, 2017

Please reload

Recentes
Siga -     nos
  • Facebook Basic Black
  • Black Instagram Icon
  • Twitter Basic Black

Posicionamento das marcas

Fundamentos do posicionamento de marcas– Uma revisão teórica

Autor: Francisco Antonio Serralvo, Márcio Tadeu Furrier.

 

Resumo: Este texto abordou a questão da significativa variação existente na literatura de marketing em relação ao conceito do posicionamento. A partir da verificação da reduzida congruência entre as definições existentes, procurou-se fazer uma análise da bibliografia encontrada em duas das maiores bases de dados bibliográficos de universidades brasileiras, nos anais do EnANPAD (Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração), Revista de Administração Contemporânea e através de pesquisa complementar na World Wide Web, com o objetivo de gerar referenciais teóricos que permitissem ressaltar as similaridades e diferenças conceituais a partir dos trabalhos de acadêmicos e praticantes, resgatar as origens do conceito de posicionamento e propor uma definição que se aplicasse ao contexto da administração de marcas. Adicionalmente, foram levantadas as principais tipologias encontradas na bibliografia para obter maior entendimento das dimensões que o conceito de posicionamento atinge em relação à gerência de produto, marketing e estratégica. Como conclusão, propôs-se a discussão de um conceito de posicionamento de marca e adotou-se uma tipologia que pretendeu abranger as variações encontradas na literatura, de acordo com sua aplicação.

Disponível em: http://sistema.semead.com.br/7semead/paginas/artigos%20recebidos/marketing/MKT65_-_Posicionamento_de_marcas.PDF    

 

Estratégia de posicionamento da marca: estudo da relação da proteção do meio ambiente com o marketing social

Autor: Hernan Edgardo Contreras Alday, José Antonio Arantes Salles.

 

Resumo: O objetivo desta pesquisa consistiu em verificar a relação da proteção da natureza e o meio ambiente com o marketing social na empresa O Boticário, visando o posicionamento da marca. Este estudo foi caracterizado como estudo de caso, sendo que os dados foram coletados através da análise documental disponível e aplicação de entrevistas. A lógica de tratamento dos dados é qualitativa, uma vez que se utilizou a análise documental para caracterizar as categorias analíticas em estudo e estabelecer as relações. Os dados coletados revelaram que as categorias de grupos, funcionários das lojas, grupos de clientes que habitualmente compram os produtos da marca, e pessoas que não são clientes ou que compram esporadicamente os produtos de O Boticário encontram-se muito convergentes nas suas percepções em relação à influência dos programas de marketing social associados à preservação da natureza e ao meio ambiente na empresa em estudo.

Disponível em: http://www2.pucpr.br/reol/index.php/REBRAE?dd1=5700&dd99=pdf

 

Mapa Perceptual: Uma ferramenta para o gerenciamento do posicionamento de marcas

Autor: Janaina de Moura Engracia Giraldi, Lara Bartocci Liboni

 

Resumo: O presente trabalho apresenta uma discussão acerca da utilização de mapas perceptuais como uma ferramenta capaz de auxiliar a gerenciar o posicionamento de marcas ou produtos. A parte principal do trabalho trata da discussão de três técnicas disponíveis para construção de mapas perceptuais: análise fatorial, escalonamento multidimensional e análise discriminante.São apresentadas comparações entre as técnicas mencionadas, destacando as suas vantagens e desvantagens. Em conclusão, verifica-se que, apesar de o mapa perceptual ser uma importante ferramenta na análise do posicionamento, existem algumas limitações importantes, que geram espaço para mais pesquisa e estudo nesta área.

Disponível em: http://www.convibra.org/2004/pdf/81.pdf

 

O posicionamento de comunicação do varejo regional diante do crescimento do e-commerce: O caso da Eny

Autor: Kauan Prates Gonçalves, Ângela Cristina Trevisan Felippi.

 

Resumo: Os processos de globalização associados à revolução digital fizeram nascer novas formas de oferta e de consumo de produtos em distintas escalas. Uma delas foi o e-commerce, que surgiu e se desenvolveu a ponto de provocar movimentos de adesão à venda eletrônica por parte do comércio tradicional ou de busca de alternativas para suportar a concorrência que assim se coloca. O artigo traz os resultados de uma pesquisa que buscou compreender o posicionamento de comunicação de uma quase centenária rede de comércio varejista de calçados da região Central do Rio Grande do Sul, Brasil, diante do avanço do e-commerce empreendido por empresas globais do setor. Valeu-se de pesquisa bibliográfica, documental e entrevistas com dirigentes e profissionais do setor de comunicação da rede regional. Movimentou-se pela discussão conceitual sobre território, comunicação estratégica e posicionamento de comunicação, centrando-se na análise desse último na empresa em estudo, entendido como uma reação aos movimentos do e-commerce. Identificou um posicionamento centrado na valorização do vínculo da referida empresa com o território, materializado na relação direta com os consumidores, na confiança mútua e na transparência.

Disponível em: http://www.periodicos.unc.br/index.php/drd/article/viewFile/1174/672

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017 por RP Compartilha.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now