November 24, 2017

November 16, 2017

Please reload

Recentes
Siga -     nos
  • Facebook Basic Black
  • Black Instagram Icon
  • Twitter Basic Black

Biblioteca Virtual - Consciência Negra

A representatividade negra na comunicação.

Autor (a): Raika Julie Moises.

Resumo: Este artigo tem como ponto de partida as representações midiáticas em torno do negro/a e do corpo-imagem do mesmo. Enquanto homens e mulheres brancos aparecem muito mais em capas e matérias de comportamento e consumo, no geral, os homens e mulheres negros, aparecem com mais frequência em pautas e reportagens que destacam aspectos como educação ou saúde pública, violência, empregos ou atividades de geração de renda, em especial as com baixa qualificação técnica. Na contramão das representações estigmatizadas têm surgido cada vez mais veículos alternativos vinculados ou não as redes sociais, indivíduos e grupos preocupados em associar a imagem de mulheres e homens negros a outros discursos, reagindo ao que percebem como distorções nas representações dominantes destes sujeitos. Visibilizar-se, nesse contexto, significa dispor de capacidades para tornar narrativas verossímeis, fazer com que determinados problemas sejam reconhecíveis mesmo por aqueles que não os sofrem diretamente.

Disponível em: http://www.espm.br/download/Anais_Comunicon_2014/gts/gt_cinco/GT05_RAIKA_MOISES.pdf

 

A representação das mulheres negras na moda.

Autores: Suzanar Corrêa; Robson de Souza dos Santos

Resumo: Este artigo discute a presença das mulheres negras nos anúncios publicados na revista Vogue Brasil. Foram analisadas 12 edições da revista publicadas em 2011, utilizando a análise de conteúdo proposta por Bardin (2004). Foram mapeados os anúncios com a presença de mulheres; quantidade de mulheres negras e brancas, a quais marcas e produtos as mulheres negras foram associadas. Os resultados mostram que a maioria das marcas usou modelos brancas.

Disponível em: https://www.google.com.br/url?sa=t&source=web&rct=j&url=http://portcom.intercom.org.br/revistas/index.php/iniciacom/article/download/1158/1062&ved=0ahUKEwiJ6begodLXAhWFFZAKHWwNC6IQFggrMAI&usg=AOvVaw2fQLq74TNWn8goZ9Q11Or8

 

A identidade do negro e a questão das cotas raciais na mídia brasileira.

Autores:  Giovani Vieira Miranda; Millena Grigoleti da Silva; Paula Pinto Monezzi.

Resumo: Foi aprovada no dia 29 de agosto de 2012 a Lei das Cotas, que prevê que 50% das vagas de faculdades e instituições de ensino superior federais seja reservada para estudantes de rede pública de ensino e autodeclarados negros. Apesar de um avanço, essa não é necessariamente negros, dos indígenas ou dos mestiços. Na educação brasileira de um modo geral, de acordo com dados estatísticos aqui apresentados, as duas principais etnias escravizadas pelos portugueses e que deram origem a população colonial brasileira, continuam a ser marginalizadas e a ter acesso a menos oportunidades sociais. A mídia se apresenta como um dos principais reprodutores dessa lógica. O artigo buscará avaliar essa questão, analisando o comportamento midiático em relação ao negro e às políticas de inclusão, especificamente.

Disponível em: https://www.google.com.br/url?sa=t&source=web&rct=j&url=http://portalintercom.org.br/anais/sudeste2013/resumos/R38-2017-1.pdf&ved=0ahUKEwiJ6begodLXAhWFFZAKHWwNC6IQFgg5MAU&usg=AOvVaw1TiBe7YYLC0cqqBx6zVuhb

 

O negro na mídia brasileira.

Autor(a): Maria Laura Barbosa Chaves.

Resumo: O estudo aborda a ausência/presença do negro na mídia brasileira, utilizando como vetores principais trabalhos publicados por especialistas brasileiros e pesquisa em agências de moda de Brasília, que serão o campo de visualização, bem como a questão do branqueamento nas publicidades brasileiras e a inserção do negro na mídia. O estudo - utilizando, principalmente, fonte secundária - se baseia na análise de propagandas brasileiras, desde a escravatura, até os dias atuais, enfatizando a ausência do negro no espaço da mídia brasileira, mas também criticando a inserção da raça na publicidade atual, caracterizada por uma tendência do “branqueamento” dos padrões estéticos.

Disponível em : http://repositorio.uniceub.br/bitstream/123456789/1951/2/20427316.pdf

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017 por RP Compartilha.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now